20 febreiro 2008

Isse stress

Di-me o médico que estou stressado e que é por isso que vejo todo como se estivesse metido em um lenço de Munch. Todo dissstorsssionado.

Surpreende-me, porque conheço muita gente stressada, ou que parece stressada, e vêem normal, sem ondulações. Andam acelerados, isso si. Com pressa, a correr de um lado a outro rosnando sempre algo entre dentes. É um stress que vem da secular mania do tempo de ir sempre para adiante e de nom se parar a esperar polos planes que qualquer um tenha feito. Querem facer em 24 horas cousas que levam polo menos 26. E nom se pode.

Eu nom ando acelerado. Nom ando tão pendente do tempo. De feito nem sequer tenho relógio. Mas o problema de fundo segue a ser o mesmo: intentar abarcar mais do que se pode. Quero encarregar-me de 8 cousas e só podo prestar-lhe atenção a 6.

Até aqui o entendo. E até entendo que o meu corpo se rebele ante os excessos. Afinal de contas sempre fixo. O que nom entendo é porque tenhem que ser os meus olhos os que digam basta com o bem que me sentaria o típico transtorno intestinal para baixar uns quilinhos de mais.

A cuidar-se tocam.

2 comentarios:

Amalia dixo...

Cuidate, eh? Me preocupa eso de que veas raro.
Besos

Verme Guilherme dixo...

Grácias wapa. Nom têm importância, dizeram-me que se cura com um par de meses num SPA, ou rebentando umas quantas sábanas de borbulhas de plástico.
Nom te preocupes. Cuido-me e cuidam-me.
Bjs.